5 de janeiro de 2015

Paris - Série 1º tour pela Europa - Dia 8

Adorei ter passado esses dias em Londres, foi uma aventura!!!! Passei por vários lugares interessantes e agora estava pronta para ir ao meu destino mais esperado: A linda Paris.

Acordamos cedinho, tomamos café e descemos com nossas malas para colocarmos em nosso ônibus de turismo.

E assim fomos seguindo viagem. Passamos pelo centro de Londres, e mais uma vez nos despedimos dessa encantadora cidade. Fomos para o porto de Dover. Dessa vez não pegaríamos a embarcação como fizemos quando chegamos na Inglaterra. Para voltar para a França e chegar novamente em Calais, entramos em um trem que percorreria o Canal da Mancha através de um túnel por dentro da água.

Não fomos de uma maneira tradicional, sentadas em poltronas confortáveis do trem que atravessa o Canal da Mancha indo da Inglaterra à França.

Nosso ônibus entrou dentro do trem, no compartimento de automóveis, e ficamos todos sentados em nossas poltronas, do ônibus. Achei estranho, e pensei até que fosse sentir uma certa fobia por ficar dentro do ônibus, que estava dentro de um compartimento do trem, que estava dentro de um túnel do Canal da Mancha....ufa....estava bem trancada...prefiro dizer, protegida. Mas deu tudo certo. O trajeto do porto de Dover ao porto de Calais foi bem rápido. Acho que a viagem durou por volta de 20 a 30 minutos.

Quando chegamos no porto de Calais, nosso guia pediu para marcarmos o número do nosso passaporte em um papel, pois como estávamos entrando novamente em terras da comunidade européia, a imigração teria que verificar novamente nossos passaportes. Como a gente estava em um tour, os oficiais se contentaram apenas com os nomes e números dos passaportes sem precisar falar com os passageiros.

Entramos oficialmente na França novamente, e de Calais seguimos para Paris. O caminho é bem longo, mas fizemos algumas vezes a nossa parada técnica, além de almoçarmos, é claro...

Em nossa viagem, quando paramos na estrada para almoçar, o guia turístico já tem um lugar certo para levar todo o tour. Nesse dia almoçamos em um lugar que havia um restaurante parecido com um self service. Digo que é parecido porque havia várias opções de comida, a diferença é que o prato não era pesado como acontece no self service. A gente deveria pagar pelo preço da carne, do peixe, ou do presunto e escolhia mais dois acompanhamentos, entre arroz, batata ou salada por exemplo. Confesso que demorei um pouco para entender como funcionava o restaurante, mas segui os meus companheiros de tour e juntos entendemos. A minha escolha foi um peixe, que estava bem gostoso, com arroz e fritas. 

O tempo da nossa parada para o almoço é de 1 hora. E ainda da tempo para um cafezinho...Isso se não perdermos tempo na escolha do nosso prato logo no início da nossa parada. 

E bem alimentados seguimos nossa viagem.

Chegamos em Paris no final da tarde. Atravessamos a cidade até chegarmos no hotel.

E aí aconteceu algo diferente das outras vezes que chegamos nas cidades. Achei meio estranho, mas depois entendi o que estava acontecendo. Paramos em um hotel, e quando já estava me preparando para descer junto com a minha irmã, o guia chamou alguns nomes dizendo que somente essas pessoas ficariam nesse hotel. Os que não tinham sido chamados iriam para outro hotel. 

Perguntei para o guia porque não poderíamos ficar nesse hotel, já que nossos amigos ficariam hospedados lá. E então ele explicou que Paris seria a última cidade que todos do tour estariam juntos. Depois de Paris uns iriam para a Bélgica e outros para a Suíça, como era o nosso caso. Infelizmente o Léo, a Juliane e o Cristiano iriam se separar da gente.

Após os passageiros descerem do ônibus seguimos para o nosso hotel, que ficava bem próximo do hotel dos nossos amigos. Combinei com o pessoal que iria deixar as malas no quarto e os encontraria no hotel que eles estavam hospedados.

Gostamos bastante do nosso hotel. Era grande e confortável. Ficava ao lado de uma estação de metrô. E isso era muito bom!!!!!




Assim como combinado, minha irmã e eu fomos ao encontro de nossos amigos. Eles estavam lá, esperando por nós e loucos para dar a primeira volta na cidade luz.

Para variar não tinha ideia de onde ir, mas caminhando até chegar na estação de metrô próxima ao hotel dos nossos amigos, decidimos que iríamos para a Galeries Lafayette. Foi ótimo, pois queria ver se encontrava uma bota nova, já que a minha estava furada e se chovesse muito na cidade, ficaria com os pés encharcados novamente.

Já comecei adorar a cidade. Vimos uma barraquinha de flores, tipicamente francesa e muita charmosa. Foi uma emoção muito grande.



Chegando na estação de metrô começou nosso primeiro desafio da língua francesa. Fomos comprar os bilhetes e não estávamos entendendo nada.

Era uma excelente maneira de começar a exercitar o idioma. E não era o que minha irmã e eu queríamos ? Pois bem, fomos ao guichê e falamos em francês, do nosso jeito é claro, com o homem da bilheteria. Falamos que éramos turistas e que ficaríamos 3 dias na cidade, contando com aquela noite. Super simpático ele nos orientou a comprar o bilhete de 3 dias que poderíamos usá-lo quantas vezes fosse necessário.

Começamos bem nosso passeio!!!! Pegamos até um mapa das estações de Paris para não nos perdermos.

Fomos para a belíssima Galeries Lafayette. Ficamos maravilhados com a beleza daquele lugar. 

A Galeries Lafayette é na verdade um shopping com vários produtos de marcas famosas. Muitos perfumes, roupas, bolsas, carteiras...Tiramos muitas fotos e passeamos por toda a galeria. Andamos bastante. Acabei não comprando a bota, mas tudo bem. Já era tarde e ainda queríamos andar um pouco pelas ruas de Paris.




Saímos de lá e fomos para a Place de la Concorde. Sentimos a emoção daquele lugar. Estávamos gostando muitíssimo do pouco que estávamos vendo. E apesar do frio, tiramos muitas fotos e aproveitamos aquele momento. Vimos a Torre Eiffel de longe. Ela estava linda e iluminada.

Quase esquecemos que já estávamos muito tempo sem comer, então depois de um bom tempo na Place de la Concorde resolvemos ir embora. 



Pegamos o metrô de volta e descemos na estação perto do meu hotel. Lá perto tinha um restaurante, entramos e pedimos uma pizza.

Comendo a pizza, a Juliane tinha proposto acordarmos bem cedinho no dia seguinte para irmos ao Museu do Louvre, pois eles tinham ouvido falar que costumava ter muita fila para entrar no museu. A ideia era não tomar café e também não fazer o city tour por Paris com o guia local.

Conversando com a minha irmã, decidimos não acordar tão cedo. Falando bem a verdade, precisávamos descansar um pouco. Decidimos que iríamos para o Museu do Louvre mais tarde e também não iríamos fazer o city tour. Combinamos de encontrar com os nossos amigos no dia seguinte, em frente a Torre Eiffel às 16 horas para subir na torre.

A Pizzaria que fomos, atrás de mim!!!

Assim nos despedimos e fomos embora. Quando chegamos na recepção do hotel vimos um brasileiro que estava com a sua namorada e fazia parte do nosso novo tour, então pedimos para ele fazer a gentileza de avisar a nossa nova guia turística (que nos acompanharia com nossa nova turma) que não iríamos fazer o city tour, pois queríamos descansar um pouco.

Com isso tomamos um banho e fomos dormir. Estávamos certas que o dia seguinte seria maravilhoso...

E continua...não perca o dia 9 !


Não deixe de ler as postagens anteriores que fizemos sobre a França.

Conheça também o Roteiro de Paris que preparei detalhadamente para que você possa aproveitar mais essa linda cidade.

Quer saber como foi que começamos esse nosso tour pela Europa ? Não deixe de ler nosso primeiro post e acompanhe a série: Madrid - Série 1° tour pela Europa - Dia 1.

Confira o próximo post: Paris - Série 1º tour pela Europa - Dia 9.


Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:
        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...