20 de abril de 2015

O frio de Québec

Québec é uma das cidades mais lindas do Canadá, mas muitas pessoas têm um pouco de medo de conhecer a capital da província de Québec devido ao frio.

O inverno é muito intenso e a temperatura pode chegar até 40 graus negativos. Às vezes o vento está bem forte e intensifica o frio. Mas ninguém precisa ficar com aversão ao frio congelante nos meses do inverno canadense. Existem roupas bem apropriadas que protegem todos que vivem ou visitam a cidade.




Nos meses de novembro tem bastante promoção de botas e jaquetas de inverno e é nessa época que os moradores de Québec tem o hábito de renovar o guarda roupa.

O inverno é lindo!!! A neve deixa a cidade ainda mais charmosa. Geralmente os dias são bem curtos e a noite chega por volta das 16 horas. Neva tanto que o céu a noite não é escuro. As ruas ficam super claras com tanta neve caindo....é muito lindo.



Geralmente a neve vai embora no mês de abril. A primavera vai chegando aos poucos em meados de maio, e as flores começam a aparecer deixando a cidade com outra paisagem. 



A partir do mês de junho o frio quase desaparece para dar lugar a um verão muito, mas muito quente nos meses de julho e agosto. 




Em setembro a temperatura começa a ficar fresquinha para a chegada do outono. As folhas das árvores caem e o frio chega. O outono canadense é parecido com o inverno de São Paulo. 



E novamente começa a nevar em meados de novembro....




O importante é dizer que a cidade é linda em qualquer época do ano. O frio existe e não é um bicho de sete cabeças, mas tem que se preparar: comprar roupas adequadas como botas, meias, jaquetas, toucas e calças. Tem uma variedade enorme de jaquetas e botas nas diversas lojas da cidade. Fiz um vídeo dos três shoppings de Québec que são interligados. Lá certamente podemos encontrar as roupas necessárias para passar bem o frio de Québec.  

Ah, já estava esquecendo de falar que dentro de casa e de todos os estabelecimentos há calefação (aquecimento), dessa forma ninguém precisará vestir roupas de inverno em lugar fechado. Em casa fica tão quentinho que podemos usar camisetas e shorts, por exemplo, enquanto lá fora faz um frio de menos 40 graus!!!!

Veja também os vídeos de Québec no Canal Histórias para Viajar.



Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:
        


   

18 de abril de 2015

Parque Adventure em Orlando

O Parque Adventure de Orlando nos Estados Unidos é um parque temático que foi aberto em 1999. Recebe milhões de visitantes todos os anos.

Nossa leitora Kátia Sylvestre nos enviou uma foto bem legal que tirou quando foi ao parque. Veja na página do blog "Compartilhe suas fotos aqui!"




Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:
        


   

8 de abril de 2015

Bolsa térmica para insulina

Em uma de minhas viagens quando estava organizando o que levaria em minha bagagem, comecei a ficar preocupada com algo muito importante...

Nessa viagem meu pai iria comigo e ele é diabético e precisaria levar suas insulinas em algum lugar fresco. A minha preocupação era exatamente como ele poderia transportar essas insulinas, já que ficaríamos viajando de ônibus pela Europa durante 30 dias. Além disso era verão, e quem faz o uso da insulina sabe que o vidrinho deve ficar sempre na geladeira ou em algum lugar bem fresco. Como colocar as insulinas dentro de uma mochila sem qualquer proteção andando de um lado para o outro em uma viagem tão longa?

Tivemos várias ideias, como por exemplo, levar um isopor e colocar gelo com as insulinas. Mas aí pensamos: Vamos ter que arrumar gelo nos hotéis que passaríamos, e será que iríamos conseguir os gelos em todos os hotéis ? Iríamos para muitas cidades...bom e se a gente levasse gelo seco? Hummmm....nesse caso teríamos que pedir para alguém do hotel colocar a bolsa de gelo no congelador. E será que o gelo seco aguentaria as viagens longas de ônibus indo de uma cidade para outra? 

O dia da viagem se aproximava e ainda não tínhamos uma solução completamente segura.

E com muitas pesquisas pela internet minha irmã acabou encontrando um site que vendia uma bolsa chamada "Frio". O que é isso? Será que teríamos encontrado a solução? Pois bem, decidimos saber mais o que seria essa bolsa.

Descobrimos que a Bolsa Frio é uma bolsa térmica que mantém a insulina em uma temperatura ideal e que não necessita de refrigeração.

Nossa, parecia perfeito!!! Então vimos que o site da empresa que vendia essa bolsa de insulina era de Portugal e o mais legal, eu poderia comprar via internet, pagar com meu cartão de crédito e eles enviariam para o Brasil.

Foi exatamente o que fiz. Verifiquei no site da Freego, empresa que lançou em Portugal as Bolsas Frio, o tamanho da bolsa que seria melhor para as insulinas que levaria na viagem. Entre as opções escolhi essa da foto abaixo:



Fiz o pagamento no próprio site, via PayPal. Foi super simples. Sem contar com o atendimento via e-mail com uma representante da empresa. Ela foi muito gentil e eficiente. Logo após o pagamento enviei um e-mail para a Manuela (a moça que me atendeu em meu primeiro contato com a empresa, sim, antes de comprar eu havia pedido mais informações e prontamente a Manuela enviou uma resposta) informando que havia acabado de comprar a bolsa. Ela enviou um e-mail de resposta dizendo que no dia seguinte a empresa iria enviar a bolsa que eu havia comprado.

Conclusão: a bolsa chegou antes de irmos viajar. Ficamos super satisfeitos com o produto.

Como funciona a bolsa: Por dentro da bolsa tem uns cristais. O que se deve fazer é mergulhar a bolsa em água fria durante 10-15 minutos. Depois desse tempo, espalhe com os dedos os cristais para ficar uniforme em toda a bolsa. Nesse momento a bolsa terá aumentado de tamanho conforme a foto abaixo:


Bom, após espalhar os cristais é só secar um pouquinho a bolsa com uma toalha e colocar as insulinas dentro dela. Depois é só inserir essa bolsa em outra bolsa que vem junto, deixando as insulinas devidamente protegidas e prontas para serem levadas na viagem.


Podemos deixar as insulinas por alguns dias dentro da bolsa. Quando a bolsa perder os "gominhos" devemos repetir o processo.

O valor da bolsa é em euro, pois a empresa é de Portugal. No site tem o preço para cada tamanho de bolsa. Nós compramos a bolsa grande e meu pai já colocou três insulinas dentro dela. Hoje, o preço para esse tamanho de bolsa é de 44,50 euros.

Importante informar que o envio da bolsa é em até 48 horas a partir da confirmação do pagamento, no entanto às vezes há um pouco de demora na liberação do produto na alfândega do Brasil. Por isso, não deixe para comprar faltando poucos dias de sua viagem. Tivemos muita sorte, e recebemos a bolsa em menos de um mês. 

Mais informações da bolsa de insulina e outros produtos térmicos e principalmente produtos para diabéticos no site da Freego.

Veja o vídeo que fiz demonstrando como é o funcionamento da bolsa: 



Vai viajar para Paris ? Então confira o ebook Roteiro 3 dias Paris que escrevi especialmente para os leitores do Histórias!

Clique aqui para saber mais!





Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:
        


   

6 de abril de 2015

Indo embora de Roma - Série 1º tour pela Europa - Dia 18

Já comecei a sentir saudade dessa minha viagem ao continente europeu, pois hoje é o dia que embarcamos de volta ao Brasil.

O nosso voo estava marcado para o meio da tarde, mas como tínhamos que estar pelo menos duas horas antes no aeroporto, resolvemos deixar tudo pronto antes mesmo do café da manhã. Assim teríamos tempo para caminhar pelas ruas próximas ao hotel e desfrutarmos um pouco mais essa linda cidade.

Quando descemos para o café da manhã encontramos nosso querido amigo Moacir. Tomamos café juntos e o convidamos para caminhar conosco após o café.

A manhã estava fria, mas o sol brilhava forte e nos recebia com alegria nesse nosso último dia em Roma.

Caminhamos bastante pelas ruas do bairro onde ficava nosso hotel. Um lugar bem agradável!

Uma coisa que achamos curiosa foi a maneira que os italianos estacionam os carros. Se tem um espaço, seja ele qual for, o italiano deixa o carro. As vezes o espaço é minúsculo...


Depois de caminharmos bastante paramos naquela lanchonete que já conhecíamos para tomar um cafezinho antes de voltarmos ao hotel. Relembramos toda a nossa aventura daquela noite perdidos em Roma e também a maravilha que tinha sido nossa viagem.

Quando voltamos ao hotel já era quase meio dia, então não demorou muito para subirmos ao quarto e descermos com nossas malas aguardando o carro que nos levaria ao aeroporto.

O recepcionista do hotel havia nos informado que o motorista já estava a caminho.

Ficamos prontos na recepção do hotel, assim quando o motorista chegou procurando por nós, fomos direto para o carro.


O meu sentimento era uma mistura de alegria, por voltar ao Brasil e rever minha família, e tristeza por deixar essa linda cidade...


O aeroporto de Roma ficava a mais ou menos 25 minutos do hotel. Não havia transito, nesse caso chegaríamos cedo para pegarmos nosso primeiro voo. Sim, o voo de Roma iria para Lisboa, e só então no segundo voo saindo da capital portuguesa partiríamos para o Brasil.

Já no aeroporto Fiumicino tivemos que nos despedir do nosso amigo Moacir. Como disse no post anterior, ele iria pegar um outro voo diferente do nosso.

Foi um momento triste, mas o mais importante é que nessa viagem uma das coisas mais legais que aconteceu foi ter conhecido pessoas maravilhosas e que fizeram parte de nossas histórias. E o Moacir foi em muitos momentos o protagonista dessas histórias....

Depois da despedida, minha irmã e eu fomos proteger nossas malas assim como indiquei no post "Viajando com segurança".


Despachamos as malas e antes do embarque queríamos ligar para nossos pais no Brasil, mas a gente não tinha nenhuma moeda. Tínhamos gastado todas as moedas que usaríamos no telefone público.

Então andando pelo aeroporto encontramos um senhor que nos ajudou. Olha que legal, na entrada do aeroporto tem uma máquina que troca sua nota de euro por moedas. E graças a esse senhor ficamos sabendo disso. Assim trocamos as notas por moedas e entramos novamente no aeroporto. Conseguimos falar com nossos pais e logo embarcamos para Lisboa.

A viagem de Roma para Lisboa foi super tranquila e levou mais ou menos 3 horas.

O aeroporto da Portela é super bonito e antes de pegarmos o voo para o Brasil tiramos fotos dos lindos painéis turísticos mostrando as atrações de Lisboa.




E foi assim que terminou minha maravilhosa série do primeiro tour pela Europa. Chegamos no Brasil com saudade de tudo que vimos e aprendemos nessa viagem. Com a promessa de voltarmos em breve...e voltamos...hahaha...

Não deixe de ler toda a série desde o começo com o post Madrid - Série 1° tour pela Europa - Dia 1

Veja também as postagens sobre a Itália.

Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:
        


   
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...