28 de junho de 2016

Como preparar uma viagem para o exterior

Quantas pessoas não têm essa dúvida quando pensa em fazer uma viagem ao exterior, principalmente as pessoas que estão viajando pela primeira vez. 

Muitas vezes não temos ideia por onde devemos começar. E você acha que isso não aconteceu comigo ? Ah, sim !!!! Em minha primeira viagem ao exterior fiquei bem perdidinha!!! Na época não havia muitos conteúdos na internet, para dizer a verdade, não havia nada!!!! Minha viagem era para o Canadá para fazer um intercâmbio de 3 meses. Hoje podemos encontrar muitas informações, mas em 2001 não era assim!!!!!

Já em minha primeira viagem à Europa em 2010, eu continuava um pouco perdida, mas encontrei algumas informações importantes para começar a fazer minha programação. Acontece que não encontrei tudo que precisava e o que eu encontrava não estava no mesmo blog ou site. Tive muito trabalho para reunir todas as informações e mesmo assim não encontrei tudo que precisava. Muitas coisas também aprendi com a minha experiência depois de outras viagens.

Gostaria de mostrar a você como faço para programar minhas viagens não somente para o exterior, mas também para cidades dentro do Brasil.

Uma das primeiras coisas que faço é pesquisar através de blogs e/ou agências de viagens, por exemplo, alguns lugares que tenho interesse em visitar. Esse é o princípio de tudo.


Digo isso porque muitas vezes já quis viajar mas não fazia ideia para onde ir. Mas para que eu comece a pensar na cidade ou país que quero visitar tenho que levar em consideração alguns tópicos importantes :

- Quantos dias tenho disponível para viajar ?
Parece bobagem, mas muitas vezes esquecemos disso, a empolgação é tanta que as vezes queremos viajar para várias cidades em um curto espaço de tempo e isso acaba não funcionando. Dependendo dos dias que temos é preferível conhecer "bem" poucos lugares do que irmos em várias cidades e ficarmos cansados porque temos pouco tempo. 

Aí vem o outro tópico:

- Quantos lugares quero conhecer ?
Pela minha experiência o mais viável é fazer uma pesquisa de quais lugares queremos visitar e quantos dias temos. Isso não significa dividir o número de cidades por dias, pois há alguns países que podemos ficar menos dias que conhecemos quase todos os pontos turísticos. Outros países precisam de mais dias de visita.

- Quanto quero e poderei gastar em minha viagem ?
Pode parecer confuso, mas o que devemos fazer é uma pesquisa dos valores de alguns restaurantes da cidade/país que iremos visitar, assim temos um ideia de quanto iremos gastar nas refeições.

Faça também uma pesquisa dos valores do transporte público e dos pontos turísticos que você queira visitar.

Alguns ingressos você consegue comprar pela internet utilizando seu cartão de crédito, como por exemplo a compra do bilhete para subir na Torre Eiffel, assim como escrevi no post: Torre Eiffel sem filas.

Eu geralmente levo meu dinheiro em espécie e só faço compras com meu cartão de crédito se necessário. Dessa forma quando retornar de viagem não terei nenhuma conta a mais para pagar.

- Viajo com um tour ou por conta própria ?
Já viajei das duas formas e posso dizer que depende muito para onde você vai, se é tranquilo para se comunicar no idioma local, se você prefere um guia para auxiliá-lo ou prefere chegar por conta própria, tudo deve ser analisado.

Quando escolhi viajar com um tour o principal motivo foi porque eu queria visitar muitos países/cidades de uma vez. E assim não precisaria pegar trem ou avião para ir de uma cidade a outra, pois indo com um tour fazemos todas as viagens de ônibus. As vezes podemos ir até de avião de uma cidade para outra, mas mesmo assim é o tour que organiza tudo por nós. Não precisamos nos preocupar com nada. Para conhecer muitos países na Europa é cansativo ir por conta própria. E posso dizer que o valor que você paga indo por conta própria é praticamente a mesma coisa viajando por uma agência. Isso porque em muitos casos essas agências de turismo têm um bom desconto nos hotéis que elas trabalham e quando vamos por conta própria pagamos o valor normal do hotel.  

Minha dica é que você faça uma pesquisa de preço principalmente para a sua hospedagem e valores de trens e passagens aéreas para ir de um lugar para outro, e compare com o valor de um pacote de turismo em uma agência de viagens séria e confiável. 

- Qual estação do ano eu prefiro viajar ?
Então, eu já viajei nas quatro estações e eu adoro cada uma delas, mas sei que nem todo mundo é assim. Minha mãe por exemplo não gosta do inverno e só viaja no verão ou no máximo na primavera. Por isso analise a época de sua viagem, pois isso envolve qual roupa colocar na mala ou por exemplo os pontos turísticos que você poderá visitar.

É bom lembrar que na época do frio os dias são curtos, ou seja, escurece mais cedo. Nos meses quentes os dias são longos. Em Madrid por exemplo, a noite chega por volta das 21h.
  
Para complementar esse post recomendo a leitura das publicações: 




Madrid - Série primeiro tour pela Europa - Dia 1



Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:


        




   
    Booking.com

24 de junho de 2016

Praia de Iracema em Fortaleza, Ceará

Nessa minha viagem a Fortaleza fiquei hospedada em um hotel localizado na Praia de Meireles, que é uma bela praia da capital cearense como escrevi no post A linda Praia de Meireles em Fortaleza, Ceará. Mas é claro que eu não poderia deixar de ir à famosa Praia de Iracema.

Novamente acordei cedo e tomei um reforçado café da manhã para depois fazer a caminhada até a Praia de Iracema.


Saí do hotel e segui pela Avenida Beira Mar. A temperatura já estava alta, mas no meio do caminho começou a chover. Felizmente foi uma chuvinha rápida, até foi bom para aliviar o calor!!!!




Depois de mais ou menos 25 minutos caminhando saí da Avenida Beira Mar e entrei na Avenida Raimundo Girão onde está a Praia de Iracema. 

A avenida é muito linda e com muitos prédios assim como a Avenida Beira Mar.

Andando por alguns minutos cheguei à famosa estátua de Iracema.

O lugar é muito bonito e muitos turistas tiram suas fotos na estátua e apreciam a beleza de toda a natureza.






Assim como a Praia de Meireles, a Praia de Iracema também é imprópria para banho. Então para refrescar um pouco nesse calor de 29 graus, após uma caminhada, parei em uma barraca para tomar uma deliciosa água de coco.





Depois que descansei um pouco resolvi fazer o caminho de volta. 

Uma sugestão: Apesar da Praia de Iracema ficar ao lado da Praia de Meireles a caminhada é um pouco cansativa. Caso queira, poderá também pegar um ônibus ou até mesmo um taxi. Nesse caso o tempo de uma praia para a outra será de apenas 5 minutos. Mas se você gosta de caminhar, assim como eu, caminhe pelo calçadão, a paisagem é linda!!!! Mas se possível faça isso pela manhã onde o sol é mais suave.




Para complementar esse post veja o vídeo que fiz e publiquei no canal do Histórias no Youtube : City tour em Fortaleza, Ceará.


Confira o post anterior: Canoa Quebrada, Ceará.

Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:


        

15 de junho de 2016

Canoa Quebrada, Ceará

Canoa Quebrada é uma belíssima praia cearense que está localizada a mais ou menos 2h e 50min de Fortaleza.

No dia que visitei Canoa Quebrada peguei muita chuva pela estrada, mas quando cheguei na praia felizmente a chuva já havia parado!!!

A praia é muito famosa principalmente por sua beleza, e a pedra onde há uma lua e uma estrela também chama muita atenção dos turistas.



Assim que cheguei na praia falei com um grupo de bugueiros da região para fazer o passeio de bugue e conhecer toda a região.

Ao fazer o passeio de bugue é muito importante que o bugueiro seja credenciado. 

O valor do bugue que leva 4 pessoas é de R$ 200,00, ou seja se você for sozinho irá pagar R$ 200,00 se dividir com 3 pessoas pagará R$ 50,00.


O bugueiro que levou minha família e eu para conhecermos Canoa Quebrada era muito bonzinho e super simpático, o que não foi nenhuma surpresa. Como disse nos posts anteriores os cearenses são muito legais!!!!

O passeio de bugue foi maravilhoso!!! O primeiro lugar que passamos foi na rua principal da cidade - a Broadway. É nessa rua que há o agito das boates e restaurantes.


Depois passamos por lugares lindos antes de chegarmos na pedra esculpida com a lua e a estrela.







Perceba a cor dessa areia que linda!!!! Essa área é super explorada por vários turistas. 

Ficamos parados alí um tempinho para tirarmos fotos e entrarmos no mar. A água estava morninha... 

Subimos no bugue novamente para irmos ao ponto mais alto do cidade. A paisagem é fantástica!!!! Areia fofinha que se mistura ao verde das árvores e ao azul do mar!!!



Daí para frente o bugue fez um passeio incrível por lindas dunas. Inclusive uma era enorme!!!!! E perigosa para quem não é um bugueiro profissional.

Nessa próxima foto não dá para perceber totalmente como era íngreme a montanha de areia. Deu frio na barriga quando descemos....


Do outro lado da duna havia uma barraca que vendia petiscos e bebidas e mais ao fundo alguns turistas se divertindo na tirolesa.




E não é que teríamos que sentir novamente uma nova emoção!!!! Sim, o bugue teria que passar pela descida super inclinada da tirolesa!!!

Uau, mais uma vez fiquei com medo, mas deu tudo certo!!!!




Continuando o passeio pelas dunas o bugue fez uma última parada. Dessa vez tomei uma deliciosa àgua de coco geladinha. Depois fui molhar meus pés em um laguinho lindo no meio das dunas com peixes enormes....


E assim começamos a voltar para o nosso ponto de partida. Continuamos a ver a belíssima paisagem da praia.



O passeio de bugue é essencial para conhecer toda a praia de Canoa Quebrada. Vale muito a pena!!!!

Era hora do almoço, afinal esse passeio deu muita fome. Minha família e eu resolvemos pedir alguns petiscos. Estavam deliciosos. Pedimos uma porção de macaxeira (mandioca frita), uma porção de calabresa e outra porção de camarões.

E depois de almoçarmos fomos caminhar um pouco pela praia onde encontramos uma outra pedra que também tinha esculpida uma lua e uma estrela. Ouvi dizer que em Canoa Quebrada há várias pedras com o símbolo da cidade (a lua e a estrela), mas a verdadeira é aquela que o bugueiro nos levou.







Para complementar esse post veja o vídeo que fiz e publiquei no canal do Histórias no Youtube : Praia do Cumbuco e Canoa Quebrada.



Confira o post anterior: Visita à Praia do Cumbuco e um city tour por Fortaleza.


Siga o Histórias para Viajar nas redes sociais:


        
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...